22/09/2020
Para CEO da Argo, pandemia deve mudar hábitos de consumo de seguros

Para CEO da Argo, pandemia deve mudar hábitos de consumo de seguros

A pandemia causada pelo novo Coronavírus vai mudar não apenas o mercado de seguros em si, mas também os hábitos de consumo. A opinião é de Newton Queiroz, CEO e presidente da Argo Seguros. Para ele, essa transição já está em andamento e quem fizer a leitura dessa transformação certamente sairá na frente.

“Acredito que no mercado de seguros o momento é de reanalisar produtos tradicionais, antes mesmo de lançar novos. É o caso do seguro cibernético, por exemplo, que já existia antes da pandemia, mas agora está em outro patamar de evidência e necessidade, já que tudo está sendo digitalizado”, disse.

Sobre os segmentos que devem sentir mais os impactos dessa transformação causada pelo “novo normal”, está o de mobilidade urbana. “A necessidade de evitar aglomeração deve impactar a forma como as pessoas se locomovem, especialmente nas grandes cidades. E como já vínhamos detectando um crescimento do uso das bicicletas, até pela importância da qualidade de vida, entendo que isso ganhará um novo impulso”.

 

 

Para o executivo, essas pequenas mudanças também devem gerar outros impactos graduais no futuro. “Com um menor uso do automóvel, é possível que ocorra uma migração desse produto para outros que serão mais necessários neste novo mercado, como os de  Responsabilidade Civil Profissional, que protegem a profissão das pessoas, por exemplo”.

Por fim, Newton avalia que a própria experiência de compra do cliente passará por uma transformação. “Com a crescente digitalização dos processos, possivelmente as pessoas não queiram mais ficar dias esperando para receber algo ou concluir uma compra. Tudo precisará ser mais rápido e prazeroso, de forma a não perder tempo com o que não é importante”, concluiu.

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Leia a sexta edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *