05/12/2020

IRB envia comunicado e reafirma solidez financeira

IRB envia comunicado e reafirma solidez financeira

O IRB Brasil RE enviou ontem (11/05) comunicado a corretores, clientes e parceiros de negócios, no Brasil e no mundo, reafirmando sua solidez financeira e explicando questões relacionadas à Fiscalização Especial instaurada pela Superintendência de Seguros Privados (Susep). O texto ressalta ainda o compromisso da companhia com a transparência. Confira a íntegra:

“Prezados,

Como é de conhecimento, o IRB Brasil RE é uma empresa sólida, operando no mercado de Resseguros há mais de 80 anos e cumprindo com todas as suas obrigações, especialmente com seus clientes, órgãos reguladores e todos os demais agentes e parceiros. Nosso índice de Solvência é de 240%*, calculado em metodologia equivalente a Solvency II, e detemos o selo da AM Best (ur), com rating “A” desde 2019. Somos o maior ressegurador do Brasil, com um caixa de fortaleza inquestionável para fazer frente a qualquer situação e, em especial, capaz de honrar todas as obrigações decorrentes de nossas operações de resseguro.

Isto posto, devido à crise da Covid-19 e à consequente desvalorização do real frente ao dólar americano nos últimos dois meses, houve um efeito sutil, somente observável em momentos de stress como o que vivemos, mesmo que os passivos e ativos estejam casados enquanto ao volume, seguindo nossa estratégia de hedge. Dessa forma, a empresa apresenta conjunturalmente um desenquadramento entre ativos garantidores necessários ao cumprimento das regras regulatórias vigentes, vis-à-vis ao montante corrente das provisões.

Tal descasamento é imensamente compensável pelos ativos livres (não vinculados às provisões), exigindo que seja feito um “swap” para a conversão de ativos livres em ativos garantidores. Esse movimento demanda prudência, quer quanto à liquidez dos primeiros, quer quanto ao tempo demandado para executar a conversão de ativos operacionais ou não (imóveis, contas a receber, recursos em controladas, etc), não aceitos pela regulação brasileira para o setor de Seguros, em ativos garantidores.

Dessa forma, para acompanhar todos os movimentos que tais atividades demandam e devido à complexidade do tema, a SUSEP entendeu aconselhável, por questões prudenciais e dever de diligência do regulador, instalar no IRB uma Fiscalização Especial, conforme previsto no Decreto-Lei 73/66.

É importante reforçar que a Fiscalização Especial não impacta os negócios ou implica em qualquer ingerência sobre a atual Administração da Companhia.

O IRB está comprometido com a transparência e, por esta razão, resolveu levar a público, na data de hoje, Fato Relevante (vide anexo), tornando pública a decisão da SUSEP e conforme as melhores práticas de mercado.

Colocamo-nos à sua disposição para quaisquer esclarecimentos necessários,

Antonio Cassio dos Santos, presidente do Conselho de Administração e CEO interino.

Isabel Solano, vice-presidente de Resseguros.”

(*)Dados públicos Janeiro 2020 já disponíveis no FIP SUSEP.

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Leia a sexta edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *