29/11/2020

Clube recorre a seguros para destravar antecipação de dinheiro da venda de jogador

Clube recorre a seguros para destravar antecipação de dinheiro da venda de jogador
Com três meses de salário atrasado, Corinthians contrata seguros a fim de antecipar o pagamento recorrente à venda de Pedrinho

Partículas Seguro Nova Digital

Pouco antes da pandemia, o Corinthians fechou a ida do atacante Pedrinho ao Benfica, de Portugal. Entretanto, o clube alvinegro ainda não recebeu nenhuma parte do dinheiro envolvido na negociação. Isso porque, o contrato exige que o pagamento só será concretizado após a ida do atleta à Europa, em agosto. Por isso, o alvinegro recorreu à Marsh, gigante corretora de seguros, para viabilizar o adiantamento dos R$ 120 milhões. 

Em entrevista à TV Gazeta, no último domingo, 19, o diretor financeiro da equipe, Matias Romano Ávila, explicou que a contratação da corretora tem o intuito de adiantar o pagamento, já que a equipe passa por uma grande crise financeira, com três meses de salário atrasado. “Está no contrato que o Benfica só pagará quando o Pedrinho chegar em Portugal, ou seja, em agosto. Desse modo, contratamos a Marsh e fizemos um seguro de crédito para que a gente possa adiantar esse dinheiro”.

Em meio à crise da covid-19, muitos clubes brasileiros reduziram e deixaram atrasar salários. O acordo com a gigante corretora busca dar um fôlego ao caixa da equipe e quitar a dívida com os funcionários.

   PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP PARA PROFISSIONAIS DE SEGUROS

Leia, por fim, a oitava edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *