Perdas por desastres naturais disparam em 2023

Perdas por desastres naturais disparam em 2023

Preparação empresarial e colaboração público-privada: chaves para a prevenção

No primeiro semestre de 2023, os desastres naturais já custaram mais de 120 milhões de dólares em todo o mundo, sendo a América Latina e Caribe uma das regiões mais impactadas, segundo a Swiss Re. Até agora, apenas em 2023, ocorreram 7 grandes desastres naturais na região, incluindo os incêndios no Chile, as inundações no Uruguai e na Argentina, entre outros.

Diante deste panorama e no âmbito do Dia Mundial da Prevenção de Desastres Naturais (13 de outubro), são novamente relevantes as conclusões do Relatório de Risco Global 2023, publicado pelo World Economic Forum em parceria com a Marsh Mclennan, no qual as empresas latino-americanas concordam que a principal ameaça aos seus negócios nos próximos dez anos sejam os eventos climáticos extremos, sendo fundamental a preparação e construção de resiliência para uma região que, ao longo da história, enfrentou uma série de desastres naturais devastadores que deixaram cicatrizes profundas e consideráveis custos econômicos.

Basta ver que, em 2022, as perdas materiais globais causadas por desastres naturais alcançaram 270 milhões de dólares. Grande parte destes danos concentrou-se nos Estados Unidos e em Cuba, onde apenas o furacão Ian, que afetou ambos os países, causou danos avaliados em mais de 100 milhões de euros.

   PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP PARA PROFISSIONAIS DE SEGUROS

Acrescente-se a isso a inflação, que disparou nos últimos dois anos, atingindo uma média de 7% nas economias avançadas, e 9% nas economias emergentes, o que resultou em um aumento do valor nominal dos edifícios, equipamentos e outros bens seguráveis.

O custo destes desastres naturais não é apenas em propriedades, mas também em vidas. E o total é verdadeiramente chocante: mais de 10 mil pessoas em 2021, e perdas materiais de 280 milhões de dólares em 2021, dos quais apenas aproximadamente 120 mil dólares (43%) foram cobertos por (res)seguros, de acordo com Guy Carpenter, líder global de corretagem e negócios de resseguros da Marsh McLennan.

Apesar do crescente interesse dos governos de todo o mundo em colocar a vulnerabilidade climática na agenda pública, bem como das evidências científicas sobre o impacto da atividade humana nas alterações climáticas, a realidade é que os riscos ambientais não estão sendo abordados ou quantificados corretamente. Portanto, a capacidade de resiliência e resposta a crises é, em termos gerais, ainda muito limitada”, comenta Gerardo Herrera Perdomo, líder regional de Consultoria de Risco e Riscos ESG da Marsh América Latina e Caribe. “O caminho para a verdadeira sustentabilidade não será possível sem uma gestão adequada dos riscos ‘E’ ”, acrescenta.

Leia, por fim, a 36ª edição da revista:





©2024. Seguro Nova Digital, a revista online do mercado de seguros. Todos os direitos reservados.

Primeira revista digital do mercado segurador, a Seguro Nova Digital é o resultado de uma ampla pesquisa, baseada nas transformações do setor e dos consumidores. O veículo surge a partir da necessidade da criação de conteúdos exclusivos no ambiente online. Para atender a demanda de clientes e usuários de todas as idades, os meios eletrônicos dispõem de ferramentas peculiares que estimulam à leitura.

A praticidade diária, a capacidade de interação, o compartilhamento de ideias em pouco tempo e o apreço pelo meio ambiente são componentes que se alinham com as mudanças de hábito do consumidor e com o desenvolvimento do mercado de seguros.

Nosso objetivo é ser um meio efetivo de comunicação, com o público que a empresa deseja atingir. Queremos decidir pautas junto ao cliente, abrir espaço para interação entre corretores, ouvir opinião do consumidor final do produto/serviço, dialogar com os porta vozes das companhias, ser um canal de referência e oxigenação no mercado.

Para isso, além dos tradicionais veículos de comunicação (site, Facebook, Linkedin e Instagram), formaremos grupos de discussão e divulgação por Whatsapp, vídeos entrevistas, sempre enaltecendo à opinião dos corretores. Nossa missão é colocar a sua informação e sua marca no caminho do público-alvo.

Somos profissionais formados na área de comunicação: Jornalismo e Relações Públicas. Assim, por meio de uma análise de quatro anos do setor de seguros, entendemos que fazer um trabalho diversificado, de relevância e com grande expertise para o segmento é essencial àqueles que desejam contribuir para o mercado.