Demanda por seguro de produtos contaminados cresce após repercussão

Demanda por seguro de produtos contaminados cresce após repercussão

Procura por seguro de Produtos Contaminados aumentou exponencialmente em 2019

Bebidas e alimentos industrializados suspeitos de contaminação são alvos de investigação e grande repercussão pública, a ponto de expor e até tirar de circulação marcas e produtos. Quem não se recorda de um ou outro caso de contaminação de alimentos, geralmente amplamente comunicado na mídia, seja pela própria empresa ou pelos órgãos de proteção do consumidor? O risco de recolhimento e consequente diminuição das vendas e impacto na reputação, combinados com o perfil mais exigente e consciente do consumidor tem levado empresas a buscarem, cada vez mais, o seguro de Produtos Contaminados para a proteção de sua linha de produção. É o que aponta a AIG, seguradora pioneira neste produto no Brasil.

“No ano passado, a procura pelo produto cresceu consideravelmente e encerramos 2019 com aumento de mais de 100% em prêmios emitidos. Indústrias de diferentes regiões do Brasil estão mais cientes dos riscos e dos custos que vão muito além do recolhimento”, conta Natália Gallinari, Gerente de Responsabilidade Civil e Ambiental na AIG. Seja na produção de alimentos ou líquidos envasados, como água e óleos, até bebidas não alcoólicas industrializadas e alcoólicas, o risco de contaminação durante a produção pode comprometer a imagem da empresa, ocasionando perdas de reputação, isso sem contar os altos custos com o recolhimento, transporte, armazenagem, destruição e substituição dos produtos afetados, além da possível redução nas vendas ocasionada pela falta de confiança na marca durante um bom tempo.

Leia também:

Nova sede da AIG Brasil: um marco que segue as tendências mais modernas de trabalho

“Nosso Seguro de Produtos Contaminados oferece cobertura para a contaminação nas diferentes partes do processo produtivo, da matéria-prima à distribuição, além da logística reversa e custos para apoio na gestão reputacional da empresa. Também existe a garantia de indenização para interrupção dos negócios causada diretamente pelo incidente”, completa Nathália.

São três as ocasiões em que os sinistros podem ser acionados para este tipo de produto: contaminação acidental, adulteração maliciosa ou recolhimento a partir de uma exigência do governo. Esta última envolve a emissão, pelas autoridades competentes, de uma ordem oficial para recolher o produto que esteja fora dos padrões exigidos de segurança alimentar e que, em função disso, tenha potencial de causar dano à saúde humana.

Outro diferencial do seguro específico de Produtos Contaminados é o serviço de assistências técnicas especializadas em gerenciamento de crise em caso de sinistros. São diversas as indústrias alimentícias (alimento e bebida) que podem contratar o seguro AIG para Produtos Contaminados, entre elas, as de panificação, alimentos enlatados, farinhas, cereais, corantes e aromatizantes, laticínios, óleos, café e chá, cervejas, vinhos e cachaças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top