Seguro para bicicletas é o “novo normal” do mercado

Seguro para bicicletas é o “novo normal” do mercado
Edição da revista
Proteção faz parte de um novo momento do setor de seguros

A forma de consumo do mercado de seguros já estava mudando e a pandemia causada pelo novo coronavírus veio para potencializar essa mudança. Proteções antes pouco solicitadas, hoje possuem significativa demanda, chamando atenção dos corretores de seguros.

Não é de hoje que o brasileiro, principalmente os residentes em grandes cidades, buscam meios alternativos para passear ou chegar no trabalho. Com isso, o consumo de bicicleta cresceu no país, tornando-se um excelente meio de transporte. Devido ao crescimento de ciclistas, a demanda pelo seguro desse equipamento de duas rodas aumentou. Muitas bicicletas custam acima de mil reais, o que aumenta a preocupação dos donos em manter seu bem protegido.

Para Newton Queiroz, CEO da Argo Seguros, após a pandemia o consumidor mudará sua forma de aderir seguro. Sobre os segmentos que devem sentir mais os impactos dessa transformação causada pelo “novo normal”, está o de mobilidade urbana. “A necessidade de evitar aglomeração deve impactar a forma como as pessoas se locomovem, especialmente nas grandes cidades. E como já vínhamos detectando um crescimento do uso das bicicletas, até pela importância da qualidade de vida, entendo que isso ganhará um novo impulso”.

Newton Queiroz, CEO e Presidente da Argo Seguros
Newton Queiroz, CEO e Presidente da Argo Seguros

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Seguro para bicicletas
Leia a sétima edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *