Transição climática vai exigir investimento de US$ 10 trilhões em seguradoras, diz relatório

Transição climática vai exigir investimento de US$ 10 trilhões em seguradoras, diz relatório

Prêmios globais de seguros para a proteção contra catástrofes naturais devem aumentar em 50% até 2030, “colocando ainda mais pressão sobre o mercado”, apontou estudo

Mais da metade dos US$ 19 trilhões comprometidos com o financiamento da transição climática até 2030 serão destinados a coberturas de seguros. A Howden e o Boston Consulting Group publicaram em conjunto uma pesquisa sobre o papel do seguro na mobilização da transição climática. A crescente demanda significa que as companhias globais devem envolver o setor no início de seu planejamento de gerenciamento de riscos climáticos com coberturas de longo prazo.

Em paralelo, os prêmios de seguro para resiliência climática e proteção contra catástrofes naturais devem aumentar 50% até 2030, chegando a US$ 200-250 bilhões como resultado do aumento das perdas anuais causadas por eventos climáticos, do crescimento acelerado das exposições, da divulgação de riscos climáticos e da transferência de riscos dos governos para os mercados privados.

Esses estresses exercerão uma pressão estrutural sem precedentes sobre os sistemas de seguro nos mercados público, privado e mútuo, e não há garantia de que o mercado atenderá a essa demanda.

Rowan Douglas, CEO de Risco Climático e Resiliência da Howden, avalia que o seguro é o alicerce financeiro para reduzir o risco dos investimentos e atrair o capital adicional necessário para mobilizar a transição climática. “O segredo é desenvolver parcerias de longo prazo com as seguradoras para desenvolver conhecimento e confiança compartilhados e otimizar o acesso futuro à escassa capacidade de subscrição. A alternativa é um convite ao risco de avaliação climática”.

   NOTÍCIAS DE SEGUROS NO SEU WHATSAPP

Transição climática e setor de seguros: uma parceria de longo prazo

Para garantir o acesso à proteção do seguro, a pesquisa pede que os clientes deixem de fazer aquisições anuais e passem a ter uma visão de longo prazo do risco, o que, em colaboração com as seguradoras, poderia levar a uma cobertura plurianual, com soluções de seguro público-privadas e análises prospectivas como base para o desenvolvimento de curvas futuras de risco. Essa abordagem aumentará a bancabilidade e a segurabilidade de novos investimentos e apoiará as empresas a alcançar sua estratégia de transição e maior resiliência climática.

Do lado da oferta, o mercado precisa inovar para atender às crescentes demandas da transição climática e garantir que o seguro permaneça acessível e econômico em todos os setores e regiões. As seguradoras também devem assumir um papel central na discussão sobre a redução de riscos na comunidade financeira para fortalecer a resposta global às mudanças climáticas.

Fonte: Howden

 





©2024. Seguro Nova Digital, a revista online do mercado de seguros. Todos os direitos reservados.

Primeira revista digital do mercado segurador, a Seguro Nova Digital é o resultado de uma ampla pesquisa, baseada nas transformações do setor e dos consumidores. O veículo surge a partir da necessidade da criação de conteúdos exclusivos no ambiente online. Para atender a demanda de clientes e usuários de todas as idades, os meios eletrônicos dispõem de ferramentas peculiares que estimulam à leitura.

A praticidade diária, a capacidade de interação, o compartilhamento de ideias em pouco tempo e o apreço pelo meio ambiente são componentes que se alinham com as mudanças de hábito do consumidor e com o desenvolvimento do mercado de seguros.

Nosso objetivo é ser um meio efetivo de comunicação, com o público que a empresa deseja atingir. Queremos decidir pautas junto ao cliente, abrir espaço para interação entre corretores, ouvir opinião do consumidor final do produto/serviço, dialogar com os porta vozes das companhias, ser um canal de referência e oxigenação no mercado.

Para isso, além dos tradicionais veículos de comunicação (site, Facebook, Linkedin e Instagram), formaremos grupos de discussão e divulgação por Whatsapp, vídeos entrevistas, sempre enaltecendo à opinião dos corretores. Nossa missão é colocar a sua informação e sua marca no caminho do público-alvo.

Somos profissionais formados na área de comunicação: Jornalismo e Relações Públicas. Assim, por meio de uma análise de quatro anos do setor de seguros, entendemos que fazer um trabalho diversificado, de relevância e com grande expertise para o segmento é essencial àqueles que desejam contribuir para o mercado.