Exclusivo – Diretor da Assist Card comenta sobre parceria com a Disney

Exclusivo - Diretor da Assist Card comenta sobre parceria com a Disney
Com o objetivo de engajar o público infantil a manter os cuidados com a saúde, a Assist Card, companhia de seguro viagem, firmou parceria com a poderosa Disney. Com o acordo, a seguradora transmitirá diversos spots com mensagens que incentivam hábitos saudáveis em 13 emissoras regionais da Rádio Disney.
O country manager da Assist Card, Alexandre Camargo, concedeu uma entrevista exclusiva à Seguro Nova Digital. Ele comentou sobre a conscientização dos viajantes sobre o seguro e explicou a razão desse produto ser pouco procurado pelos brasileiros.

1 – Para a Assist Card, qual a importância de estabelecer uma parceria com uma companhia multinacional como a Disney?

Tanto a ASSIST CARD quanto a Disney são marcas mundiais e extremamente reconhecidas em seus segmentos correspondentes. Quando duas marcas deste nível se unem, é potencializado e intensificado o poder da comunicação. E neste momento temos o ideal de promover hábitos de vida mais saudáveis, assim como a Disney. Essa parceria é de extrema importância para fortalecer e estimular toda essa comunicação.

2 – Você acredita que parcerias como essas contribuem de alguma maneira na conscientização das pessoas sobre a importância do seguro viagem?

Não tenho dúvidas. O brasileiro vem se conscientizando cada vez mais da importância de viajar segurado. Com certeza, a Disney com toda sua força e sua marca contribuirá muito para intensificar esta comunicação.

Alexandre Camargo, country manager da ASSIST CARD
Alexandre Camargo, country manager da ASSIST CARD

3 – No seu ponto de vista, por que, apesar de ser fácil e financeiramente acessível, a contratação de um seguro viagem é pouco lembrado pelos brasileiros?

Uma viagem significa um momento especial. As pessoas querem aproveitar ao máximo aqueles dias de férias e viver experiências únicas, que não se vivem no dia-a-dia. Neste sentido, ninguém planeja ficar doente ou perder uma bagagem. Justamente por isso, o seguro acaba ficando para depois. É importante lembrar que imprevistos podem acontecer e nessas horas o seguro é essencial.

4 – Assim como em outros países, você acredita que deveria ter uma lei que obrigasse o viajante a contratar um seguro?

O viajante deveria contratar de forma consciente e não por ser obrigatório. Porém, infelizmente nem sempre é assim. Muitas coisas só funcionam quando doem no bolso. Veja o tema do cinto de segurança, por exemplo. Você acha que as pessoas usam porque são conscientes dos riscos de um acidente, ou porque têm medo da multa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top