Valorizando o corretor, Omint assume protagonismo em gestão de saúde

Valorizando o corretor, Omint assume protagonismo em gestão de saúde
“O corretor de seguros é o centro da jornada da companhia”, destacou, em entrevista exclusiva, o Diretor Comercial e de Marketing da companhia, Cicero Barreto

É o desejo de toda família brasileira possuir um plano de saúde que não cause surpresas no momento que precisar. Com o desenvolvimento do comércio e a abertura constante de pequenas e médias empresas, surge a necessidade de assistir os colaboradores com benefícios extra-salariais.

Por isso, a Omint criou proteções especiais para o empreendedor que opta por oferecer plano de saúde aos seus colaboradores. Segundo o Diretor Comercial da companhia, Cicero Barreto, isso é uma forma de atrair e reter talentos na empresa.

Seguro Nova Digital – Por que você considera a Omint referência em gestão de saúde?

Cícero Barreto – A Omint está sempre atenta ao cenário brasileiro e às necessidades que surgem com o atual momento do país. Assumindo sempre o nosso protagonismo na gestão de saúde, buscamos oferecer soluções para empresas e famílias que desejam uma alta qualidade da rede credenciada e excelência em serviços. Por isso, estamos sempre investindo em tecnologia, centralizamos a operação para entregar novas soluções com o objetivo de facilitar o dia a dia do cliente Omint como o reembolso de notas fiscais e recibos no WhatsApp.

SND Além da tecnologia, quais são os outros investimentos que a companhia vem fazendo?

CB – Investimos em novos procedimentos além do rol e, principalmente, em Gestão de Saúde, para proporcionar o que há de melhor na medicina para os nossos associados. Assumindo nossa responsabilidade social de compartilhar informações altamente referenciadas no segmento de saúde, graças à parceria com nossos principais prestadores, que estão entre os principais hospitais e laboratórios do Brasil, elaboramos e divulgamos conteúdos exclusivos sobre a Covid-19, reunidos em nosso hotsite clicando aqui.

SND – No seu ponto de vista, por que os planos de saúde empresariais cresceram tanto nos últimos anos?

CB – A maioria da população brasileira está mais preocupada com a própria saúde e de sua família e isso tem crescido de forma exponencial. Se observarmos ao nosso redor e compararmos com anos anteriores, por exemplo, é notório a quantidade de pessoas praticando alguma atividade física e cuidando melhor da alimentação.

SND – A pandemia reforçou essa importância?

CB Com certeza. Isso é reflexo do momento sensível em que estamos passando, que acaba por estimular essa preocupação com a saúde diante do avanço da pandemia de Covid-19 nas cidades brasileiras. Além disso, é sempre importante ressaltar que o plano de saúde é um dos fatores preponderantes para a atração e retenção de talentos, e uma das principais razões que levam os gestores de RH a contarem com a assinatura da qualidade Omint no apoio à sua gestão de pessoas.

SND De que maneira o corretor deve se sentir atraído por esse segmento?

CB – O corretor é o centro da nossa jornada de vendas. O profissional bem treinado, com bom conhecimento dos produtos e serviços e adotando a venda consultiva é capaz de promover uma “hora da verdade” bem feita, demonstrando a importância da boa gestão na atração e retenção de talentos da empresa do seu cliente, da previsibilidade da administração de recursos e, consequentemente, a perenidade na administração de benefícios.

SND Como o corretor pode se beneficiar com isso?

CB O corretor inicia um círculo virtuoso que gera ganhos para todos os lados: ele mesmo, que ganha credibilidade e conquista um relacionamento contínuo com o cliente por conta de uma venda bem realizada; a empresa cliente, que conta com um serviço de qualidade, que agrega valor ao seu capital humano – este, por sua vez, satisfeito com o benefício recebido – e, por fim, a operadora de saúde, que consolida sua estratégia de gestão e garante perenidade aos seus negócios.

SND – Vender plano de saúde é complexo. Existem treinamentos de capacitação profissional? Como funcionam?

CB Sim. A venda de plano de saúde é bastante específica e estimula a postura consultiva, que consiste em analisar com profundidade o perfil do cliente, a fim de oferecer a ele soluções aderentes às suas necessidades. Vale sempre ressaltar que cada vez mais o corretor deixa de assumir um perfil meramente operacional, que é simplesmente efetuar vendas para bater metas, para ser um profissional estratégico, visto pelos clientes como um profissional capaz de oferecer soluções primordiais para a estratégia de sua companhia. Por isso, é fundamental realizar um relacionamento contínuo com seus clientes. Para isso, por exemplo, existem instituições específicas do setor para capacitar os interessados em entrar neste segmento.

“Plano de saúde é um dos fatores preponderantes para atração e retenção de talentos”

Cicero Barreto, diretor comercial e de marketing da Omint

SND – Por que Saúde Empresarial é uma ba opção para empresários e colaboradores?

CB – O segmento de Saúde Empresarial tangibiliza valor ao colaborador, uma vez que é um benefício que se estende à saúde dele e ao seu maior patrimônio, que é  sua família, amparando-os tanto em demandas eletivas quanto urgentes dentro da cobertura contratada. Por isso tantos colaboradores levam em consideração o plano de saúde em suas contratações, chegando a recusar salários maiores em prol de vagas que oferecem um plano de saúde mais robusto e estruturado.

SND – No seu ponto de vista, os seguros empresariais são uma tendência, em luz a crescente de pequenos e médios empreendedores?

CB Sem dúvida. Hoje, os planos de saúde já ocupam uma grande fatia do mercado, pois, conforme abordado, é fator preponderante para a atração e retenção de talentos. Por isso as empresas cada vez consideram esse benefício como uma variável estratégica para a gestão de pessoas, levando também em consideração como ele colabora para a gestão da saúde de seus colaboradores.

SND Pequenos e médios empresários representam 98% das empresas no Brasil. Como adequar planos de saúde no orçamento desse empreendedor?

CB Pensando nesse cenário, a Omint desenhou seus produtos para atender a toda a pirâmide, desde a base até o topo, com ofertas e benefícios diferenciados para cada padrão e necessidade. Ou seja, todos os nossos produtos são aderentes aos pequenos e médios empresários também.

SND – O setor de benefícios tem um grande potencial no Brasil?

CB Sim, apesar de ocupar uma grande fatia do mercado, o setor ainda tem amplo potencial para crescer muito. Abordando especificamente o segmento de saúde, falo isso tanto na linha de medicina quanto na de odontologia, pois cada vez mais o brasileiro se preocupa com a saúde e exige das empresas contratantes uma excelente prestação de serviços, conforme citado anteriormente.

SND – Com um número maior de desempregados em decorrência da Covid-19, de que maneira você observa esse mercado de benefícios?

CB – Prevê-se que o mercado sofrerá uma queda parcial em relação aos contratos coletivos. Por  outro lado, outros segmentos cresceram bastante por conta das demandas da pandemia. Percebemos que houve um aumento nas vendas de produtos PME e ME em decorrência da preocupação do pequeno e médio empreendedor em guardar seu maior patrimônio, que é seus colaboradores e sua própria família. Além disso, com a retomada do mercado brasileiro e com outros países começando a sair do cenário de pico da pandemia, logo a economia retornará ao seu equilíbrio e novos investimentos poderão surgir.

Partículas Seguro Nova Digital

   PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP PARA PROFISSIONAIS DE SEGUROS

Leia, por fim, a oitava edição da revista:

Sergio Vitor, jornalista especializado em seguros

Jornalista e editor da Seguro Nova Digital

Jornalista e editor da Seguro Nova Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top