30/07/2021

Insurtech Justos chega ao Brasil e recebe aporte de R$ 15 milhões

Insurtech Justos chega ao Brasil e recebe aporte de R$ 15 milhões
Fundadores: Antonio Molins, Jorge Soto Moreno e Dhaval-Chadha
Empresa vai ofertar planos mensais de seguro auto e promete contratação rápida e acessível

Acaba de ser lançada a Justos, uma startup focada no em seguro auto. A insurtech será a primeira seguradora que vai utilizar dados para recompensar quem dirige de forma consciente e, desse modo, passa a oferecer preços mais adequados.

A nova empresa foi fundada pelo indiano Dhaval Chadha, pelo mexicano Jorge Soto Moreno e pelo espanhol Antonio Molins, sócios que se conheceram no Vale do Silício e tiveram cargos de liderança na Classpass, Netflix e Airbnb. Com uma experiência somada de mais de 25 anos, eles já levantaram mais de US$50 milhões em suas empreitadas. “Por coincidência, nós três tínhamos planos de empreender na América Latina.”, conta Dhaval Chadha, um dos fundadores. “Passamos oito meses estudando possíveis caminhos, conversando com pessoas e investidores nos Estados Unidos, Brasil e México, até que chegamos à ideia de criar uma seguradora que consiga modernizar o setor”, explica o executivo.

Os sócios levantaram uma rodada inicial (seed) de R$15 milhões liderada pelo fundo de investimentos Kaszek com participação da Big Bets. Além dos fundos, os CEOs de 7 unicórnios também participaram na rodada, como David Vélez, do Nubank, Sergio Furio, da Creditas, Patrick Sigrist, fundador e ex-CEO da Ifood, Carlos Garcia, da Kavak, Assaf Wand, da Hippo Insurance, e Fritz Lanman, da Classpass. “Nós temos a missão de oferecer  um produto que democratize o acesso a esse serviço e que possa melhorar a vida dos clientes”, ressalta Chadha. 

Depois de pesquisas e conversas, os executivos decidiram que o mercado de seguros auto seria o ideal para dar o pontapé inicial, já que, no Brasil, mais de 70% dos carros não estão segurados. Outro dado que chamou a atenção dos empresários é que, atualmente, clientes que contratam seguros tradicionais levam de 24 a 72 horas para receber cobertura inicial e duas semanas para receber a apólice final. De acordo com a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), os seguros também demoram, em média, 48 dias para resolver sinistros com batidas e 21 dias para perda total. Além disso, as seguradoras não conseguem precificar de forma justa certos tipos de segmentos, como motoristas conscientes, jovens e pessoas que possuem carros mais antigos.

Partículas Seguro Nova Digital

   PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP PARA PROFISSIONAIS DE SEGUROS

Leia, por fim, a 15ª edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *