Regula completa seis anos terceirizando o atendimento de sinistro das corretoras

Regula completa seis anos terceirizando o atendimento de sinistro das corretoras

Fundada por um corretor de seguros, empresa projeta atender duas mil corretoras nos próximos cinco anos; plano ambicioso tem como base um mantra: o encantamento de clientes

Há seis anos, o corretor de seguros Daniel Bortoletto fundou sua primeira empresa que não tinha a corretagem como sua atividade final. A vasta experiência adquirida no ramo o posicionou, a partir da criação da Regula Sinistros, não mais como concorrente dos corretores, mas sim um parceiro deles. Os propósitos sempre foram claros: gerenciar os sinistros das corretoras, encantar seus clientes e liberar sua agenda para fazer novos negócios.

Na sua avaliação, o corretor perde tempo quando chama um guincho ou pede um carro reserva, por exemplo. “Isso é improdutivo para o profissional. Vender seguros e relacionar-se com o cliente é a especialidade dele. Por isso, a Regula Sinistros cuida da parte burocrática, enquanto o corretor faz negócios”, resume Bortoletto, que também é CEO da empresa.

O executivo avalia que os seis anos do projeto pioneiro no mercado nacional provaram a efetividade de terceirizar a área de sinistro das corretoras de forma humana. “As empresas perdem a oportunidade de estreitar o relacionamento durante o sinistro, o momento mais delicado do segurado. Por isso, o que me motiva e me faz levantar da cama todos os dias é o encantamento de pessoas”.

Além de ser um projeto pioneiro, Bortoletto acredita que ao seu favor está a experiência de ter sido colega de profissão dos corretores. “O fato de eu ter sido corretor é o que me difere. Eu sei o desafio de conquistar e de perder um cliente”, afirma.

Após seis anos, a Regula passa por um período de reestruturação operacional e de planejamento de novas metas. Nos próximos cinco, o projeto é de atender mais duas mil corretoras entre pequenas, médias e grandes empresas. “Nossa meta para 2024 é terceirizar a partir do pacote básico e investir em marketing e na equipe comercial”, revela o CEO.

Mar azul à vista

A Regula projeta crescer na casa dos 60% no próximo ano. Uma das razões para essa expectativa é a chegada de Rodrigo Indiani, profissional do setor de crédito que acreditou no projeto de desenvolvimento da empresa. “Conheço a capacidade do Daniel e a sua trajetória vitoriosa. É um plano de negócios coerente, vindo de uma empresa já estabelecida. Essa estrutura está toda montada para o corretor”, ressalta Indiani.

Rodrigo Indiani “um mar azul pela frente”

Para atingir a meta, além de distribuir o serviço para as corretoras, a empresa também vai focar em conquistar as seguradoras, cooperativas de crédito e bancos privados. Nesses canais, o diretor comercial Donizetti Ferreira, experiente executivo do mercado de seguros, é o responsável em fazer novos negócios.

A chegada de Vivian Pineda como gerente operacional também será uma mola propulsora para os planos da empresa, principalmente com o consequente aumento do número de colaboradores no próximo ano. “Sou responsável por manter a equipe coesa e a máquina rodando. Entro para participar dessa reestruturação da Regula”, explica a executiva.

Vivian Pineda, gerente operacional da Regula

Por fim, a Regula conta com o avanço da Lei do SAC, que vai impactar no atendimento de todas as empresas que prestam serviço ao consumidor. “Agora, as empresas são obrigadas a oferecer um serviço de atendimento 24h, com no mínimo dois canais diferentes e um atendimento humano”, explica Bortoletto. O executivo entende que esse será um fator importante para o crescimento da empresa, já que as companhias vão precisar se regularizar e ter um atendimento mais eficiente.




©2024. Seguro Nova Digital, a revista online do mercado de seguros. Todos os direitos reservados.

Primeira revista digital do mercado segurador, a Seguro Nova Digital é o resultado de uma ampla pesquisa, baseada nas transformações do setor e dos consumidores. O veículo surge a partir da necessidade da criação de conteúdos exclusivos no ambiente online. Para atender a demanda de clientes e usuários de todas as idades, os meios eletrônicos dispõem de ferramentas peculiares que estimulam à leitura.

A praticidade diária, a capacidade de interação, o compartilhamento de ideias em pouco tempo e o apreço pelo meio ambiente são componentes que se alinham com as mudanças de hábito do consumidor e com o desenvolvimento do mercado de seguros.

Nosso objetivo é ser um meio efetivo de comunicação, com o público que a empresa deseja atingir. Queremos decidir pautas junto ao cliente, abrir espaço para interação entre corretores, ouvir opinião do consumidor final do produto/serviço, dialogar com os porta vozes das companhias, ser um canal de referência e oxigenação no mercado.

Para isso, além dos tradicionais veículos de comunicação (site, Facebook, Linkedin e Instagram), formaremos grupos de discussão e divulgação por Whatsapp, vídeos entrevistas, sempre enaltecendo à opinião dos corretores. Nossa missão é colocar a sua informação e sua marca no caminho do público-alvo.

Somos profissionais formados na área de comunicação: Jornalismo e Relações Públicas. Assim, por meio de uma análise de quatro anos do setor de seguros, entendemos que fazer um trabalho diversificado, de relevância e com grande expertise para o segmento é essencial àqueles que desejam contribuir para o mercado.