Seguradoras faturam R$ 15,3 bilhões em março

Seguradoras faturam R$ 15,3 bilhões em março

Levantamento mostra que o setor cresceu 17,3% na comparação com o mesmo período do ano passado, com destaque para Crédito e Garantia (+27,1%). No 1T23, o avanço foi de 16,4% (R$ 44 bilhões)

A 31ª edição do Boletim IRB+Mercado, divulgada nesta segunda-feira, 22, pela plataforma IRB+Inteligência, mostra que as seguradoras faturaram R$ 15,3 bilhões em março, alta de 17,3% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado é 12,7% maior que o registrado em fevereiro. A maior variação mensal foi verificada no segmento Crédito e Garantia: crescimento de 27,1%.

No acumulado do ano, por sua vez, o setor emitiu R$ 44 bilhões em prêmios, variação positiva de 16,4%, ante o primeiro trimestre de 2022. Este foi o maior crescimento trimestral da série histórica, iniciada em 2014, com avanço de dois dígitos em todos os segmentos. Automóvel foi o destaque do primeiro trimestre de 2023, com 25% de crescimento.

O relatório, que considerou números publicados pela Susep – órgão regulador do setor – até 03/05, indica que a sinistralidade geral de março apresentou queda de 10,8 pontos percentuais (p.p.) em relação ao mesmo período de 2022, fechando em 47,5%. Desde julho de 2022, o índice vem caindo mês a mês. No 1T23, o recuo foi de 17,5 p.p, para 47%, considerando a base anual. A redução foi impulsionada, sobretudo, por Vida (- 2,3 p.p).

Por segmento

Em março, Vida faturou R$ 5,1 bilhões, acumulando alta de 12,8% no 1T23. O segmento fechou o trimestre respondendo por 33,5% dos prêmios emitidos, com sinistralidade de 29,7%. Já Automóvel, que ampliou a participação no mercado de 28,3% no 1T22 para 30,3% no 1T23, arrecadou R$ 4,9 bilhões no terceiro mês do ano. Com isso, a variação no trimestre foi positiva em 25%. Já a sinistralidade fechou o período em 61,8%.

   PARTICIPE DO GRUPO DE WHATSAPP PARA PROFISSIONAIS DE SEGUROS

Danos e Responsabilidades (18%) faturou R$ 2,6 bilhões em março, obtendo avanço de 10,9% no 1T23. A sinistralidade foi de 44,5% considerando os três primeiros meses do ano. Individuais contra Danos (7,7%) emitiu R$ 1,2 bilhão em prêmios, em março, com variação de 14,5% no trimestre e sinistralidade de 40,8%.

O faturamento de Rural (7,1%) chegou a R$ 920 milhões em março. O valor, somado ao arrecadado em janeiro e fevereiro, permitiu ao segmento atingir o maior montante da série histórica, iniciada em 2014, para um primeiro trimestre: R$ 3,1 bilhões, com alta de 17,4% ante 1T22. Já a taxa de sinistralidade foi de 55,6%, com redução de 180,8 p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior.

Crédito e Garantia (3,3%) arrecadou R$ 506 milhões em março, avançando 15,1% no 1T23. Já a sinistralidade fechou o primeiro trimestre de 2023 em 68,8%, alta de 51,1 p.p. frente ao 1T22.

O Boletim IRB+Mercado resume as operações de seguros, considerando os seguros de danos, responsabilidades e pessoas. A edição também lista os cinco maiores grupos seguradores por linha de negócios. A análise está disponível, na íntegra, no site do IRB Brasil RE. No mesmo endereço, o Dashboard IRB+Mercado Segurador permite consulta dinâmica e gratuita às informações de todo o setor.

Leia, por fim, a 32ª edição da revista:


Seguro Nova Digital #32





©2024. Seguro Nova Digital, a revista online do mercado de seguros. Todos os direitos reservados.

Primeira revista digital do mercado segurador, a Seguro Nova Digital é o resultado de uma ampla pesquisa, baseada nas transformações do setor e dos consumidores. O veículo surge a partir da necessidade da criação de conteúdos exclusivos no ambiente online. Para atender a demanda de clientes e usuários de todas as idades, os meios eletrônicos dispõem de ferramentas peculiares que estimulam à leitura.

A praticidade diária, a capacidade de interação, o compartilhamento de ideias em pouco tempo e o apreço pelo meio ambiente são componentes que se alinham com as mudanças de hábito do consumidor e com o desenvolvimento do mercado de seguros.

Nosso objetivo é ser um meio efetivo de comunicação, com o público que a empresa deseja atingir. Queremos decidir pautas junto ao cliente, abrir espaço para interação entre corretores, ouvir opinião do consumidor final do produto/serviço, dialogar com os porta vozes das companhias, ser um canal de referência e oxigenação no mercado.

Para isso, além dos tradicionais veículos de comunicação (site, Facebook, Linkedin e Instagram), formaremos grupos de discussão e divulgação por Whatsapp, vídeos entrevistas, sempre enaltecendo à opinião dos corretores. Nossa missão é colocar a sua informação e sua marca no caminho do público-alvo.

Somos profissionais formados na área de comunicação: Jornalismo e Relações Públicas. Assim, por meio de uma análise de quatro anos do setor de seguros, entendemos que fazer um trabalho diversificado, de relevância e com grande expertise para o segmento é essencial àqueles que desejam contribuir para o mercado.