Superintendente da SUSEP volta a criticar o seguro DPVAT

Superintendente da SUSEP volta a criticar o seguro DPVAT

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Solange Vieira, superintendente da SUSEP, voltou a mencionar as fraudes no Seguro DPVAT. A representante da autarquia afirmou que o combate à corrupção no setor é ineficiente. Segundo ela, com a extinção do seguro obrigatório, as seguradoras poderão oferecer produtos mais baratos aos motoristas.

Recentemente, o presidente da República,  Jair Bolsonaro, ainda quando fazia parte do PSL, também criticou o DPVAT. “Tudo que é obrigatório não é bom”. No entanto, não quis comentar a fundo quais foram as razões da decisão de extinguir o seguro a partir de 2020.

A Seguradora Líder, empresa que administra o Seguro DPVAT, rebateu as críticas feitas pela SUSEP sobre o combate à fraude no setor. “A Seguradora Líder acumulou redução de despesa total da ordem de 9,9% de janeiro a outubro de 2019, se comparado ao mesmo período do ano passado”, respondeu a administradora.

Embora o regulamento passe a valer a partir do ano que vem, Solange Vieira, superintendente da Susep, explicou que a medida terá uma fase de transição de até seis anos. Isso significa, portanto, que os motoristas vão permanecer segurados até 2026 mesmo deixando de pagar o seguro obrigatório.

Fonte: Folha de S. Paulo

Confira a entrevista completa de Solange Vieira à Folha clicando aqui.

Clique aqui, preencha o formulário e faça parte do nosso grupo de profissionais de seguros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top