Sincor-SP lança Ranking das Seguradoras com grau de concentração do setor

Sincor-SP lança Ranking das Seguradoras com grau de concentração do setor
Fonte: Sincor-SP

O Sincor-SP divulga a nova edição do Ranking das Seguradoras, que traz os dados consolidados do mercado em 2019. A novidade deste ano está na inclusão do grau de concentração empresarial do setor de seguros.

Produzido pelo consultor de economia do Sincor-SP, da Rating de Seguros, Francisco Galiza, o estudo utiliza o índice de concentração de Herfindahl (IHH) e constata que o mercado de seguros, nos últimos 10 anos, situou-se em torno de 700 pontos, uma característica de um segmento não concentrado, ou seja, que possui boa taxa de competitividade entre as empresas.

Segundo o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, os números atestam a competência de um mercado diverso, competitivo e saudável. “Anualmente, divulgamos os indicativos que demonstram a capacidade de inovação e dinamismo do setor, aliada à nossa força de trabalho, tanto dos seguradores, quanto dos corretores”, diz Camillo.

O Ranking também aponta que o ramo de pessoas se tornou o principal do setor. Com faturamento de R$ 46,4 bilhões em 2019, seguros como vida, acidentes pessoais e funeral apresentaram crescimento de 11% na comparação com o ano anterior. Os grupos Bradesco, Zurich Santander e Banco do Brasil são responsáveis por 43,64% da receita desse ramo.

Leia também:

Representantes do setor falam da dificuldade de relacionamento com a Susep

Saúde vem logo em seguida, com faturamento da ordem de R$ 45,8 bilhões, um avanço de 8% em relação a 2018. Duas companhias, Bradesco e SulAmérica, representam 90% da receita entre as seguradoras. É importante lembrar que o ranking não contempla outros tipos de companhias da área de assistência suplementar de saúde.

Automóvel, que costumava ser o principal ramo do setor de seguros, teve faturamento total (sem o DPVAT) de R$ 36 bilhões em 2019. Os cinco maiores grupos nesse ramo são Porto Seguro, Bradesco, Tokio Marine Seguradora, SulAmérica e HDI.

O ramo Patrimonial, que engloba os seguros empresariais, por exemplo, teve receita de R$ 16,3 bilhões em 2019, com alta de 11% em relação ao ano anterior. Os três primeiros grupos seguradores desse ramo, Zurich Santander, Porto Seguro e MAPFRE, faturam 37% de todo o setor.

Confira o Ranking.

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Leia a sétima edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *