19/09/2020
SUSEP Desenvolve metodologia de rating para avaliação consolidada de riscos

SUSEP Desenvolve metodologia de rating para avaliação consolidada de riscos

Primeira etapa de diálogo sobre a iniciativa com o setor sobre a proposta ocorreu ontem, 3, em webinar com diretores e coordenadores da autarquia. Ferramenta tem a finalidade de aperfeiçoar a supervisão

A Susep está desenvolvendo um Sistema de Rating com a finalidade de aperfeiçoar seu processo de supervisão. A classificação final será confidencial e comunicada somente para a entidade supervisionada objeto da avaliação, que não poderá divulgá-la. A autarquia realizou um webinar a fim de apresentar o projeto de implementação do sistema e dialogar com o setor sobre a proposta.

Na abertura do seminário digital, a superintendente Solange Vieira destacou a importância do diálogo com o mercado para o desenvolvimento eficaz dos projetos: “Este processo ainda está em gestação e nosso objetivo hoje é ouvir o setor e passar a metodologia para vocês”, disse. “O projeto é mais uma etapa do processo de simplificação da fiscalização, em linha com o Ministério da Economia para desburocratização da Administração Pública”, completou.

O Sistema de Rating proporcionará à Susep uma visão mais abrangente das empresas supervisionadas, com foco em sua situação econômico-financeira; e na qualidade de sua governança, de seus processos de gestão de riscos e de seus controles internos. Busca-se, dessa forma, estabelecer uma sistemática eficaz de indução de melhoria nos processos de gestão de riscos das supervisionadas.

Após a realização da análise, será atribuída uma nota para cada supervisionada. A coordenadora geral Myrian Neves explica como se dará a pontuação, que ficará acessível somente para a empresa analisada: “A nota final será apurada com base no mapeamento de riscos e de seus respectivos controles, além da própria solidez econômico-financeira da entidade. Serão considerados elementos e critérios quantitativos e qualitativos, que serão apurados e avaliados pelas áreas de supervisão da Susep.”

Projeto piloto

O Diretor Vinicius Brandi explica que os próximos passos do projeto envolvem a implementação de um piloto – prevista para o segundo semestre deste ano. “Será importante intensificar nosso diálogo, por isso nós vamos promover outros eventos e conversas. Contamos com o apoio de todos vocês para que consigamos ter uma supervisão mais eficiente. A Susep entrará em contato com algumas empresas para debater sobre o método e o projeto piloto, que deve ser iniciado no segundo semestre deste ano”, informa.

O webinar de Rating da Susep contou também com a participação de outros coordenadores gerais da autarquia: Carlos Queiroz (fiscalização prudencial), Roberto Seabra (monitoramento prudencial), Eduardo Rente (seguros massificados, pessoas e previdência) e Diogo Ornelas (Grandes Riscos e Resseguros).

O Projeto de Rating faz parte do contexto de transformações no processo de supervisão da autarquia, que busca eficiência em processos mais intensivos em informação, maior integração entre a supervisão prudencial e de conduta. Além disso, está alinhada à consolidação de um modelo de supervisão baseada em riscos, no qual os recursos utilizados no processo serão intensificados nas entidades que concentram maiores riscos.

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Leia a sétima edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *