Para Fenacor, expor comissionamento vai gerar conflitos entre segurado e corretor

Para Fenacor, expor comissionamento vai gerar conflitos entre segurado e corretor
Federação destaca, ainda, que medida, prevista para começar a partir de julho, não garante mais transparência do setor

O corretor de seguros está prestes a ser convidado a expor sua comissão nos contratos de seguros. A determinação, aprovada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e elaborada pela Susep, faz parte  das normas de conduta que as empresas do setor devem seguir. 

Em nota divulgada à imprensa com o título “A titular da Susep (Solange Vieira) não conhece o mercado que supervisiona”, a Fenacor destacou, entre outras críticas, a exposição do comissionamento dos intermediadores no contrato. “Não irá baratear o seguro ou trazer mais experiência para o consumidor. Trará, como consequência, o estabelecimento de conflitos entre o segurado e o corretor, corretor e segurador ou entre os próprios profissionais. Essa atitude está certa?”, indaga o texto.

Leia também:

“Taxa de corretagem deve estar explícita”, disse Solange Vieira

Em outra parte da nota, a Federação critica a postura da superintendente da Autarquia em audiência pública sobre a MP 905/19 realizada em fevereiro deste ano.

“Participar de uma audiência pública de Comissão Especial Mista do Congresso e distorcer maliciosamente e até mentir dizendo que o corretor de seguros recebe comissionamento de 59%, fazendo o mesmo através da grande imprensa, é correto? Essa postura pode ser considerada como vindo de alguém que quer um mercado crescendo e se desenvolvendo?”

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Fenacor

Leia a sétima edição da revista:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *