Os quatro ramos de seguros mais promissores do Brasil

Os quatro ramos de seguros mais promissores do Brasil

O mais recente lançamento da ENS foi tema de live promovida pela Instituição em seu canal no Instagram, na última semana. Na ocasião, a diretora de Ensino Técnico da Escola, Maria Helena Monteiro, recebeu o professor e consultor André Rezende para tratar do tema “Seja Corretor de Seguros em Cinco Meses”.

O encontro apresentou o novo Curso para Habilitação de Corretores de Seguros (CHCS) no formato intensivo. O programa tem duração de cinco meses, com carga horária e conteúdo idênticos aos do programa tradicional, que dura nove meses. Dessa forma, os alunos poderão concluir a habilitação na metade do tempo, sem qualquer perda.

Docente do CHCS, André Rezende destacou os quatro ramos de seguros que considera mais promissores no Brasil: Vida, Seguros Cibernéticos, Planos de Saúde e Transportes. “Esses segmentos são notórios e estão com grande crescimento da demanda, por isso vão trazer muitas oportunidades de negócio. Se o corretor tiver que escolher para investir e focar, sugeriria esses”, explicou.

A técnica do CPF

Maria Helena endossou a opinião do palestrante e afirmou que, no mercado de seguros, os produtos passam por mudanças constantes e que a ENS está sempre atenta para acompanhar essas atualizações. “Temos disciplinas sobre esses ramos no curso e iremos trabalhar bastante nesse sentido. Pretendemos sempre acompanhar as tendências do mercado e, principalmente, ensinar como vender esses produtos”.

Questionado sobre quais características necessárias para se tornar um bom corretor de seguros, André Rezende recomendou uma técnica criada por ele, a do CPF: Consistência, Persistência e Frequência. “Sempre digo que não é uma tarefa fácil, mas é simples. É preciso manter o padrão, ser constante. Também é necessário se esforçar ao máximo e ir atrás dos objetivos, por isso a persistência. Por fim, a frequência é importante para se fortalecer e, para isso, é preciso uma rotina de excelência. Quanto mais automatizarmos as coisas, melhor”.

O docente ressaltou que qualquer pessoa pode se tornar corretor, bastar se preparar para a função. “Tem gente que nasce com mais predisposição, mas tudo dá para treinar. As pessoas introvertidas também podem ser ótimas vendedoras, porque o bom vendedor é o que escuta e observa mais. Ou seja, só não se torna um bom corretor quem tem preguiça ou não quer. Tudo é treinável”. 

Intensivo com inscrições abertas

Rezende destacou ainda que a profissão pode trazer bons retornos financeiros e uma grande carreira, e deixou a dica: “Se está na dúvida sobre se tornar corretor, toma a decisão e vem. Essa é uma profissão nobre, que faz muito bem para a sociedade, e além disso traz uma renda extraordinária”, finalizou.

Vale lembrar que, para se tornar corretor de seguros, é preciso obter o registro profissional na Susep, emitido mediante apresentação de certificado de aprovação no curso da ENS.

O novo programa, que já está com inscrições abertas, terá 50% das disciplinas ministradas em aulas ao vivo, dispondo de recursos interativos, exercícios, tutorias, videoaulas e outras funcionalidades. Essa modalidade permite um contato mais direto com professores e colegas de turma. As demais disciplinas serão gravadas, garantindo maior flexibilidade de horários.

Para mais informações os interessados podem consultar o endereço sercorretor.com.br, onde é possível realizar inscrições.

Por fim, você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *