Presidente do Sincor-SP orienta corretores de seguros sobre a autorregulação

Presidente do Sincor-SP orienta corretores de seguros sobre a autorregulação

Os corretores de seguros foram surpreendidos, no fim do ano passado, com resoluções que impactam a profissão. Dedicado a um trabalho de orientação da categoria neste momento de dúvidas, o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo, está sendo convidado por entidades representativas de corretores. Somente no dia 4 de fevereiro, participou de dois encontros: o tradicional almoço de negócios do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP) e a reunião com os membros do Clube dos Corretores de Seguros do ABC (CCSABC).

Nas duas oportunidades, esteve acompanhado do corretor de seguros Paulo Meinberg, diretor de Fiscalização do IBRACOR (Instituto Brasileiro de Autorregulação da Corretagem de Seguros), única autorreguladora em operação.

Camillo tranquilizou os corretores de que está sendo feita grande mobilização para a volta da regulamentação da profissão. “A ausência provisória da Lei 4.594 não coloca fim à profissão ou atividade de corretor de seguros. Foi criada uma Comissão Mista para discutir o tema, e também está em audiência pública. Certamente teremos uma nova resolução em breve. Queremos a volta da Lei e, ainda, trazendo uma nova redação, mais moderna e atual à realidade de hoje. O Sincor-SP está recebendo sugestões de melhorias, que serão organizadas e encaminhadas como nossa contribuição”, enfatizou.

Leia também:

Corretores criam abaixo-assinado contra Solange Vieira

Segundo Camillo, o Sincor-SP possui uma equipe preparada para sanar todas as dúvidas dos corretores. Para isso, eles podem entrar em contato com a área de Suporte ao Corretor ou com a Central de Relacionamento. A entidade também realizou, no dia 30 de janeiro, a transmissão ao vivo do Direto & Reto com Camillo, pelo canal da TV Sincor-SP no YouTube.

“Como passa na cabeça de alguém tirar os agentes da distribuição, aqueles que são o elo com o consumidor, que trazem seus anseios de melhorias para a evolução do mercado, do Sistema Nacional de Seguros? Fiquem tranquilos, as seguradoras estão conosco, pois ninguém em sã consciência vai abrir mão desse time capacitado, que trabalha para desenvolver e crescer o mercado de seguros”, disse.

Durante os eventos nos clubes de corretores, Camillo também destacou a importância da união da categoria. “Mais do que nunca, precisamos estar unidos em torno de nossas lideranças e entidades representativas. Os corretores de seguros que aderirem à autorregulação serão vistos pelo setor e pelos clientes como tendo uma espécie de selo de qualidade. No momento, a única autorreguladora aprovada e em operação é o IBRACOR. Ele é um ente auxiliar da Susep naquilo que a autarquia não é capaz de executar. Fica o meu pedido: vamos aderir ao IBRACOR”.

Sobre a MP 905/19

A Medida Provisória 905/19, que cria o programa Emprego Verde e Amarelo, tinha como objetivo a criação de novos postos de trabalho, mas foi construída de maneira equivocada, ocasionando a revogação da regulamentação de várias profissões, inclusive a de corretor de seguros.

A autorregulação é vista com bons olhos pelos corretores de seguros, para aperfeiçoar o trabalho de orientação e fiscalização, mas a categoria luta para que a profissão permaneça regulamentada e integrante do Sistema Nacional de Seguros Privados.

Fonte: Sincor-SP

Você pode debater sobre este e outros assuntos no grupo de WhatsApp da Seguro Nova Digital exclusivo para profissionais de seguros. Faça parte clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top